Suspeita de matar mulher esfaqueada em Teresina é presa 7 anos após o crime


O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa do Piauí localizou a mulher em Anápolis, Goiás. Ela está presa e será encaminhada para Teresina, onde responderá pelo crime

Uma mulher de 30 anos, que não teve seu nome informado, foi presa nessa sexta-feira (26), suspeita de matar Leiliane Costa Alves, em 8 de novembro de 2014, em Teresina. O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) do Piauí, que investigou o crime e realizou a prisão, informou que a mulher foi encontrada na cidade de Anápolis, Goiás.


O coordenador do DHPP, delegado Francisco Costa, o Barêtta, informou que o crime aconteceu em uma disputa por conta de um rapaz, que seria o ex-companheiro da suspeita, e atual companheiro da vítima, na época do crime. As duas eram garçonetes em um estabelecimento no Centro da capital, quando a vítima foi agredida a facada.

“Foi por ciúmes, elas estavam disputando o mesmo indivíduo, que estava se relacionando com a vítima. Ela atacou de surpresa, sem chance de defesa, com um profundo golpe no pescoço que quase degolou a vítima", contou o delegado.

"A vítima ainda fora socorrida por populares que a levaram para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas veio a óbito antes de receber atendimento médico”, informou o DHPP.

Após a morte da vítima, a suspeita fugiu do Piauí para o estado do Pará, onde não foi encontrada. Ela foi localizada pelo DHPP do Piauí no estado do Goiás, neste mês. Segundo a polícia civil, ela estava casada e era proprietária de uma pizzaria na cidade, sendo considerada foragida desde a data do homicídio.


Ela está presa no Complexo Penitenciário de Goiânia e, segundo o delegado Barêtta, será encaminhada para Teresina, onde responderá pelo crime.






Fonte:G1 Pi