Piauí teve o 4º maior aumento na taxa de mortes violentas intencionais do país

No estado, a curva ascendente na taxa de homicídios coincide com o período de soltura dos presos na pandemia. Dados são do 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nessa quinta-feira (15).




O Piauí teve o quarto maior crescimento na taxa de Mortes Violentas Intencionais (MVI) do país em 2020, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. Foram 707 mortes, contra 587 em 2019, um aumento de 20,1%. É o que mostra o Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado nessa quinta-feira (15). No ano passado, o país não só teve que conviver com a dor das milhares de mortes por Covid-19, mas com a retomada do crescimento das Mortes Violentas Intencionais (MVI), categoria que soma homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais. De acordo com o Anuário, 16 estados tiveram crescimento da violência letal no último ano. O maior crescimento se deu no Ceará, com 75,1% de aumento na taxa de mortalidade em relação a 2019. Na sequência os maiores crescimentos ocorreram no Maranhão, com 30,2%, Paraíba com 23,1% e Piauí. O anuário tem dados de segurança pública relativos ao ano de 2020, referentes aos 26 estados e ao Distrito Federal. As informações se baseiam em dados fornecidos pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelas polícias civis, militares e federal dos casos que foram registrados pelas autoridades policiais.