Piauí distribui vacinas para imunizar todos os trabalhadores da educação contra a Covid-19

Nova remessa de imunizantes também contemplará 100% dos grupos de pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas em situação de rua.


A Secretaria estadual de Saúde (Sesapi) enviou, nesta sexta-feira (4), doses de vacina da Covid-19 para imunização de todos os profissionais da educação do Piauí. A vacinação do setor teve início na terça (1) e, inicialmente, o foco seria apenas nos trabalhadores da educação básica, mas o secretário de saúde, Florentino Neto, informou que, agora, os do ensino superior também receberão o imunizante.

"Tínhamos repassados, na semana passada, vacinas para 10% desse grupo [da educação] e hoje vamos contemplar toda a categoria. Agora fica a cargo dos municípios o planejamento do calendário e pedimos que seja o mais rápido possível”, comunicou o secretário. A nova remessa de imunizantes, recebida na quinta (3), também contemplará 100% dos grupos de pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas em situação de rua. A Sesapi informou ainda que vai iniciar o planejamento vacinação da população de 18 a 59 anos não contemplada nos demais grupos prioritários. "O Piauí está se preparando para abertura do grupo da população geral de 18 a 59 anos, a depender da disponibilidade de vacinas por parte do Ministério da Saúde", explicou o superintendente de Atenção Primária a Saúde e Municípios, Herlon Guimarães. As doses enviadas nesta sexta são do imunizantes da Pfizer, destinadas para a primeira dose, a 7,1% de pessoas com comorbidades, 7,1% de gestantes e puérperas com comorbidades e 7,1% de pessoas com deficiência permanente. O órgão também distribuiu doses da vacina CoronaVac/Butantan para a vacinação, em primeira dose, de 30% do grupo de gestantes e puérperas com comorbidades. A secretaria enviou ainda doses da AstraZenecas/FioCruz que contemplarão 90% dos trabalhadores da educação do ensino básico [além dos 10% que já tiveram doses destinadas], 100% do grupo de trabalhadores da educação do ensino superior, 100% da população privada de liberdade, 100% dos funcionários do sistema de privação de liberdade, 100% das pessoas em situação de rua, 16,7% do grupo de comorbidades e 16,7% do público de pessoas com deficiências permanente.




Fonte: G1 Pi