Ocorrências com pipas na rede elétrica aumentaram 10 vezes no Piauí em 2021



A Equatorial Energia informou que as ocorrências envolvendo a presença de pipas, também conhecidas como papagaios de papel, na rede elétrica do Piauí, aumentaram cerca de 10 vezes de 2020 para 2021. Essa situação gera problemas principalmente de interrupção no fornecimento de energia à população.

O levantamento considerou os meses de janeiro a abril nos dois anos. Só este ano, já foram quase 520 registros. Segundo o levantamento feito pelo Centro de Operações Integradas da Equatorial Piauí, de janeiro a dezembro de 2020 foram identificadas mais de 1000 ocorrências. Com estes casos, mais de 200 mil clientes tiveram o fornecimento de energia no ano passado. “Apesar de ser uma brincadeira bastante comum, é preciso ficarmos atentos aos riscos dessa atividade, pois as pipas, quando entram em contato com a rede elétrica, podem causar graves acidentes, às vezes até fatais. Além disso, causa consequências graves para o fornecimento de energia em residências, indústrias, escolas e até hospitais”, informou a concessionária. Casos aumentam em maio, junho e julho A Equatorial destacou a importância dos cuidados com este objeto porque, no ano passado, os meses de maio a julho concentraram a maior quantidade de casos, por serem meses com maior frequência de ventos mais fortes. Então, os próximos meses de 2021 despertam preocupação. “O perigo aumenta nesse período devido às condições de fortes ventos, fazendo com que a pipa seja levada para bem próxima da rede elétrica e a linha se enrosque nos cabos de energia. Quando esse tipo de acidente ocorre, pode afetar gravemente tanto quem está empinando a pipa quanto a população em geral, que pode ficar sem energia, ter seus eletrodomésticos queimados e prejudicar áreas essenciais nesse momento de pandemia", explicou o gerente do Centro de Operações Integradas, Dênis Alfredo. Orientações A distribuidora alertou também para os cuidados com brincadeiras na rua, em tempo de pandemia da Covid-19, em que o recomendado é ficar em casa. Além disso, orientou para situações em que a pipa fica presa na fiação:

  • Se as linhas das pipas ficarem presas em um fio elétrico, não tente resgatar. A recomendação sempre é brincar em espaços abertos, onde não haja cabos de energia;

  • Evite soltar pipas em canteiros centrais das ruas e locais com fluxo de veículos e não utilize "rabiolas", pois elas podem enroscar nos fios elétricos, ocasionando choque;

  • Jamais utilize cerol, linha "chilena" ou papel alumínio na confecção da pipa, pois estes materiais podem provocar curtos-circuitos e colocam em risco não só a vida de quem brinca, mas também das pessoas que circulam pelo local – pedestres, ciclistas, motociclistas.

Fonte:G1 Piauí

Comentários