top of page

Nome do deputado federal Florentino Neto (PT-PI) é usado pela 2ª vez em golpes pelo WhatsApp

Nome do deputado federal Florentino Neto (PT-PI) é usado pela 2ª vez em golpes pelo WhatsApp


Florentino Neto foi secretário estadual de saúde do Piauí entre os anos de 2017 e 2022 — Foto: Laura Moura/g1


O deputado federal Florentino Neto (PT) publicou nas suas redes sociais que seu nome foi novamente usado por criminosos para aplicar golpes através da internet. Ele havia sido vítima do mesmo tipo de crime em 2021, quando era secretário de saúde do Piauí.


  • Compartilhe esta notícia no WhatsApp

  • Compartilhe esta notícia no Telegram

Os criminosos criaram um perfil falso como nome e fotos dele no WhatsApp, e estariam enviando mensagens a vereadores piauienses oferecendo doações de empresas que fazem parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo a assessoria do deputado, nenhum vereador ou outro contato do deputado foi vítima de golpe até o momento. Assim que as tentativas começaram a ser feitas, o comunicado foi divulgado.


Nome do deputado federal Florentino Neto (PT) é usado novamente para aplicar golpes no Piauí — Foto: Instagram


O número utilizado pelos golpistas tem DDD 61, de Brasília. Nas mensagens, eles dizem que o deputado teria indicado o município que o vereador representa para ser contemplado com doações de comida e insumos de saúde.

Os golpistas então pedem que os vereadores enviem a "documentação necessária" para a entrega das doações. Os criminosos aplicariam golpes usando essas informações, mas nenhum golpe chegou a ser aplicado.


Tentativa de golpe por WhatsApp pede dinheiro a prefeitos se passando pelo secretário de saúde Florentino Neto — Foto: Divulgação/Sesapi


Em janeiro de 2021, o nome de Florentino foi usado por golpistas que tentavam aplicar golpes em prefeitos do Piauí. Na época, o deputado estava à frente da Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) e enfrentava a pandemia de Covid-19.

Nas mensagens, os golpistas pedem dinheiro aos prefeitos para pagar o combustível de um suposto helicóptero que faria o transporte das vacinas da Covid-19.

Os golpistas pedem que os municípios do Piauí contribuam com R$1.050 para que o suposto helicóptero atenda ao município do gestor que recebe a mensagem. As mensagens possuem diversos erros de gramática e de pontuação.



Por g1 PI; TvLitoralPiaui Paulo Lima



Comentários


bottom of page