Monitor da Violência: Piauí teve o 3º maior crescimento de crimes violentos no país em 2021

Levantamento exclusivo do g1 mostrou que o Piauí foi um dos sete estados em que houve aumento nos assassinatos, latrocínios e lesão corporal seguida de morte. No restante do país, houve redução.


Homicídio em Teresina, Polícia Civil do Piauí e Polícia Militar do Piauí — Foto: Lívia Ferreira/g1 PI


O Piauí teve o 3º maior crescimento de crimes violentos no país em 2021, na comparação com o ano de 2020. Em todo o Brasil, apenas sete estados tiveram crescimento no índice. No Piauí, o aumento foi de 11%.

O levantamento, que compila os dados mês a mês, faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do g1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.


  • Compartilhe esta notícia no WhatsApp

  • Compartilhe esta notícia no Telegram

Segundo o levantamento, o Piauí teve o terceiro maior crescimento do país na somatória de crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.


Em números totais, foram 780 vítimas desses crimes em 2021, o que representa duas vidas tiradas por dia no estado. Em 2020, foram cerca de 80 mortes a menos.


Continua depois da publicidade


Facções e onda de assassinados no litoral


Novembro e dezembro foram os meses com maior índice de crimes, sendo mais de 80 por mês. Nesses meses, os homicídios explodiram no litoral do Piauí. Em Parnaíba, que em 2020 registrou 31 mortes, teve mais de 80 pessoas assassinadas no ano seguinte.

Na época, o secretário de Segurança Pública, coronel Rubens Pereira, declarou que o aumento impressionante aconteceu principalmente por conta da disputa, pelo controle do tráfico, por parte dede facções criminosas de outros estados que tentavam se instalar no litoral do Piauí.


Suspeitos de homicídios são presos em operação policial em Parnaíba — Foto: TV Clube


Na cidade, alguns crimes em especial chocaram a sociedade, como o assassinato de Maria Luíza, morta a tiros enquanto amamentava a filha na porta de casa no Bairro Dunas, em Parnaíba. Ela foi morta no dia 11 de novembro.

E o latrocínio contra o pastor evangélico Hilquias Clarindo Gomes, de 60 anos, assassinado a tiros em Parnaíba. Ele era membro da Igreja Batista Maranata e vice-presidente do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos de Parnaíba (Cimpe).


Maior índice em 7 anos


Segundo a SSP, os números de 2021 representam a maior quantidade de mortes violentas intencionais dos últimos sete anos. A série histórica informada considera apenas os dados de 2014 a 2021.

O levantamento da Secretaria de Segurança Pública reuniu dados de homicídios, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e infanticídio.


Capital


Bairros com maiores índices de mortes em Teresina em 2021 — Foto: Divulgação/SSP-P


Na capital, o número em 2021 foi o maior dos últimos cinco anos, com 336 mortes. Os bairros Santa Maria (Zona Norte), Angelim (Sul), Centro, Pedra Mole (Leste) e Itararé (Sudeste) foram os cinco bairros com mais registros de mortes no ano.


Interior

Depois de Teresina, as cidades de Parnaíba (19%), Piripiri (5%), Luís Correia (4%) e Picos (4%) aparecem em seguida, com a maior quantidade de casos. Dos 224 municípios, 103 não registraram mortes em 2021.

📲 Confira as últimas notícias do g1 Piauí 📲 Siga o g1 Piauí no Instagram e no Twitter 📲 Entre no grupo de WhatsApp e receba os boletins de notícias 📲 Entre no grupo de Telegram e receba os boletins de notícias


Por Maria Romero, g1 PI


21/02/2022