Instituto de doenças tropicais Natan Portella completa 48 anos de funcionamento


O Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella vem sendo o Hospital de referência dentro do estado do Piauí durante a pandemia de Covid-19 e nesta semana a instituição completa 48 anos de funcionamento, levando uma assistência médica de qualidade para toda a a população que necessitou dos seus serviços. No entanto, o trabalho de qualidade desempenhado pelo hospital e sua equipe de profissionais já vem demonstrando sua capacidade resolutiva desde sua fundação em 1974.


Com toda sua estrutura sendo concluída no ano de 1973, mas com algumas dificuldades de gerenciamento, a unidade começou de fato a atuar pela saúde dos piauienses no ano seguinte, quando uma grande epidemia de meningite dentro do estado trouxe a necessidade de um espaço especializado para atendimento da população acometida pela doença.A partir desse momento a unidade começa a funcionar como Hospital de Doenças Infecto Contagiosas (HDIC).


Em Fevereiro de 2000 a Lei Estadual N°5.122 alterou a denominação da unidade, que passou a ser denominado Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella (IDTNP). O médico infectologista José Noronha, atual diretor da unidade, destaca que a unidade teve papel fundamental em diversos momentos da saúde piauiense.

“Desde sua fundação, cada vez mais a unidade se destacava no atendimento a população em momentos de crise. HIV, H1N1 e mais recentemente a Covid-19 são alguns dos momentos que o instituto vem demonstrando toda sua essencialidade para a saúde do Piauí. É preciso destacar ainda que sempre tivemos um suporte para a população mais frágil, mostrando qualidade de atendimento acolhedor para pessoas com doenças estigmatizantes”, apontou o diretor.


A diretora técnica da unidade, a médica infectologista Elna Amaral destaca que por ter um perfil de lidar com doenças infecciosas e de contagio bastante elevado, a unidade sempre teve um grande cuidado tanto no gerenciamento dos pacientes assim como no acolhimento.


“Além de todo um preparo estrutural para garantir uma estadia de qualidade para os pacientes, o hospital também sempre teve um olhar para a assistência psicológica, efetuando esse serviço com qualidade tanto para os pacientes como também para a equipe de profissionais da unidade, garantindo um acompanhamento sobre todas as situações que acontecem na unidade”, destaca a diretora.

O hospital, durante a pandemia, conta com 75 leitos em funcionamento sendo 27 de UTI, todos funcionando seguindo os protocolos sanitários. “Temos 75 leitos em funcionamento sendo 27 de UTI. Com a finalização das obras de ampliação que a unidade está recebendo, teremos 103 leitos, destes serão 30 leitos de terapia intensiva sendo 20 deles da primeira unidade respiratória do Piauí, que terá foco em atender a população em situações como essa de epidemias de doenças respiratórias, onde precisamos de um espaço com mais segurança para pacientes; familiares e profissionais”, concluiu o Dr. José Noronha.


O Secretario de Estado da Saúde Florentino Neto aponta que por 48 anos o Instituto vem fazendo um trabalho de excelência trazendo cuidados para a saúde do povo piauiense e que agora na pandemia qualquer um pode perceber a importância do trabalho desempenhado pelo hospital. “O Natan Portella é hospital de referência do estado nesta pandemia e temos a convicção que o trabalho desempenhado pela unidade é um dos principais responsáveis pelos bons resultados do estado no tratamento de casos de Covid-19. Agradecemos os trabalhos de todos que fazem e fizeram parte da historia do hospital, e temos a certeza que a saúde pública do Piauí não seria a mesma sem os esforços de cada um”, apontou o Secretário.


Para celebrar os 48 anos da unidade na manhã da próxima quarta-feira (04) será realizado um momento junto dos colaboradores do hospital para agradecer aos serviços prestados pela unidade nestes 48 anos de trabalhos pela saúde pública do estado do Piauí.