Golpista se revolta ao ser descoberto e ofende vítima em Teresina: 'vagabundo, deve ser pobre'


Um homem que foi alvo de uma tentativa golpe, e preferiu não ser identificado, foi ofendido por um golpista ao desmascará-lo. Ele percebeu que o golpista apresentou contradições na conversa ao intermediar a venda de um carro e foi ofendido: "Vagabundo, deve ser pobre".

O homem contou ao g1 que estava em busca de um veículo para comprar e encontrou opções em anúncios nas redes sociais. Um dos veículos chamou atenção e ele entrou em contato com o suposto proprietário, pelo perfil na rede social.

De início, algo já o deixou em alerta: o valor estava muito baixo para a média do modelo. Esse é um dos principais pontos a observar na hora de fazer negociações online. Veja ao fim da reportagem dicas e orientações para fugir de golpes.

"Mas eu quis ver o carro, pra saber se valia a pena. Ele [golpista] me disse que o filho dele ia levar o carro para eu ver. Chegando ao local, vi o carro e falei com o dono. Quando falei que estava negociando com o pai dele, ele achou estranho e disse que o negociador não era o pai dele", contou.

O dono do veículo também conversou com o g1. Segundo ele, o homem entrou em contato se apresentado como corretor de veículos e informando que já tinha um comprador interessado.

Ele marcou o encontro entre as duas possíveis vítimas dizendo que a negociação financeira deveria ser feita pelos dois apenas com ele.

Após o encontro, os dois perceberam que se tratava de um golpe: nenhum dos dois conhecia o homem pessoalmente, como ele dizia. Além disso, o valor que ele pedia pelo veículo estava muito abaixo do valor real que o proprietário estava pedindo, cerca de R$ 75 mil. O valor real do carro é de quase R$ 100 mil.

"Ele provavelmente conta com a pressa das pessoas, que veem o valor baixo e querem comprar logo. Aí ele some com o dinheiro e o comprador fica com o prejuízo", avaliou o homem.

Após perceber as contradições, o homem disse ao golpista que não tinha mais interesse no carro e que sabia que o dono do veículo não era seu filho. Nesse momento, passou a ser ofendido.

"Vagabundo. Deve ser pobre concerteza (sic)", respondeu o bandido.

"Golpe fraco esse teu, pensa que é esperto. Vai atrás de outro, esse tu não levou", disse ele.

E o golpista finalizou: "Só você que pensa".

O dono do veículo contou que ainda está avaliando se irá denunciar o caso à polícia. O golpista utilizou fotos do veículo para fazer outros anúncios online, que foram denunciados e excluídos das redes sociais.