Filhote de peixe-boi encalhado em praia no Piauí é transferido para Pernambuco


O filhote de peixe-boi encontrado encalhado na Praia de Macapá, em Luís Correia, Litoral do Piauí, foi transferido nesta sexta-feira (29) para Pernambuco. O animal vai ficar no Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio/CMA), localizado em Itamaracá (PE), onde receberá um tratamento adequado.

O animalzinho recebeu o nome de Wind, em homenagem ao humorista piauiense Whindersson Nunes.



O peixe possui ferimentos pelo corpo. Biólogos acreditam que o animal se machucou ao ter contato com uma embarcação e se afastou da mãe, o que provocou o encalhe. Por isso, o Governo do Piauí disponibilizou uma aeronave para transferi-lo até Recife, pois Wind não suportaria uma viagem de carro.


A bióloga Liliana Souza, da ONG Comissão Ilha Ativa, contou ao g1 que o filhote foi encontrado por pescadores na quinta-feira (28). "Eles entraram em contato, e por orientação nossa, fizeram todo o procedimento até que chegássemos. É importante exaltar a comunidade, pois são os maiores parceiros que temos", comentou.

Após o resgate, o filhote recebeu 200 a 300 ml de soro via oral, para hidratar, pois, devido ao encalhe, estava desidratado. Liliana Souza estima que o filhote só deve retornar à natureza em mais de quatro anos.

"É um filhote com poucos dias de vida, fêmea. Os peixes-bois são altamente dependentes da mãe pelos dois primeiros anos de vida, então só depois dela estar reabilitada que poderá ser devolvida à natureza", explicou.