Cinco são presos por desviar água para criatório de peixes em cidades do Piauí em emergência

Devido a seca


Cinco pessoas foram presas em uma operação realizada pela Agespisa (Águas e Esgotos do Piauí), com apoio da Policia Militar e Civil do Piauí, na região da cidade de Fronteiras, 410 km ao Sul de Teresina, por roubo de água na adutora de Piaus. As fiscalizações aconteceram entre os dias 13 e 17 de setembro. Segundo a Agespisa, as pessoas usavam a água na criação de gado e em tanques de peixes.

Ao todo, conforme a Agespisa, foram flagrados doze desvios (ou "gatos") que estavam desviando mais de um terço da água produzida em Piaus, cerca de 70 mil litros de água por segundo. A água desviada estava sendo utilizada para abastecimento de tanques de peixes, bebedouros para animais, irrigação de capim e barreiros, dentre outras. As ligações clandestinas foram detectadas em tubulações de 25, 32 e até de 60 mm. Os desvios eram feitos diretamente da adutora, que produz cerca de 230 mil litros de água por segundo. A adutora abastece as cidades de São Julião, Campo Grande do Piauí, Vila Nova do Piauí, Fronteiras, Pio IX e o povoado Mandacaru, estendendo-se por 111 quilômetros. A maioria dessas cidades teve situação de emergência pela seca declarada pelo governo federal.