Cidade do Piauí determina fechamento de bares e academias por 15 dias devido à pandemia

Nesta semana, o Centro de Testagem de Covid-19 do município foi fechado após dez profissionais de saúde que trabalham contraírem o novo coronavírus.

A Prefeitura de Curimatá, município a 775 km de Teresina, determinou o fechamento de bares, depósitos, distribuidoras de bebidas e academias de ginástica por 15 dias para coibir o agravamento da pandemia da Covid-19. O novo decreto foi assinado pelo prefeito Valdecir Júnior (PP) nesta terça-feira (20).

As medidas irão valer a partir das 00h do dia 21 de abril até o dia 5 de maio. Os estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas poderão funcionar na modalidade delivery até às 20 horas. Além disso, conforme o decreto, fica proibido a permanência, na área interna do gradeado do Hospital Estadual Júlio Borges de Macêdo, em Curimatá, de acompanhantes de pessoas internadas com Covid-19. Ao G1, o prefeito Valdecir Júnior informou que as restrições têm como objetivo diminuir a transmissão do coronavírus e evitar casos mais graves da doença. “O que nos preocupa são os sintomas que vêm sendo percebidos como febre alta, falta de ar, dor torácica, dor de cabeça, dores nas pernas. Agora, o que me deixou mais tenso, foi um relato de um médico do hospital. Ao retirar o sangue de uma das pacientes internada com Covid-19, o sangue coagulou na seringa, demonstrando uma trombose”, comentou o gestor. Nesta semana, o Centro de Testagem de Covid-19 do município foi fechado após dez profissionais de saúde que trabalham contraírem o novo coronavírus. O prédio foi sanitizado na manhã desta segunda-feira (19), e os testes devem voltar a ser realizados no local a partir da próxima quarta-feira (21). Desde o início da pandemia, 659 pessoas testaram positivo para a Covid-19 e 14 morreram em decorrência da doença em Curimatá, cidade que possui apenas 13,2 mil habitantes.












Fonte: G1 Pi