Acusado de matar amiga com tiro no rosto vai a julgamento pelo Tribunal do Júri em Teresina


O juiz Antônio Nollêto, da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri, determinou a pronúncia de Jean Charles de Oliveira Paixão para que seja julgado pelo assassinato de Jennifer Sousa Rodrigues, de 18 anos, no dia 23 de maio de 2014, no bairro Três Andares, na Zona Sul de Teresina. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Piauí, de 28 de outubro. De acordo com a denúncia ofertada pelo Ministério Público do Estado, Jean Charles estava com mais um amigo bebendo na residência de Jennifer Sousa, quando os três foram para o quarto da vítima. No local o homem sacou um revólver calibre .38 e apontou para a vítima. Para o MP, o tiro ocorreu durante uma brincadeira de "roleta russa". “De surpresa, [ele] passou a fazer ‘roleta russa’, acionando a arma por diversas vezes até lograr êxito em desferir-lhe um violento disparo que atingiu-a em sua face (...). O crime foi cometido em virtude do indiciado ficar fazendo ‘roleta russa’ nas dependências do quarto da vítima, o que por si só caracteriza o motivo fútil”, afirmou o MP na denúncia. Em seu depoimento, o acusado afirmou negou que estivesse fazendo 'roleta russa'. Ele disse que não teve intenção de matar a vítima e que ao apontar a arma para a amiga, achava que ela estava sem balas e que por isso acionou o gatilho.